O que aprendi nas aulas de Concreto I: Vigas

Fala galera, tudo certo?! Bom, no post de hoje vamos falar sobre o pré-dimensionamento de vigas. Caso você esteja caindo aqui de paraquedas, sugiro que clique aqui antes de prosseguir nesse post. Afinal, esse artigo é uma continuação da semana passada, em que falamos sobre o pré-dimensionamento de lajes.

Bom, sem mais delongas, vamos ao que interessa!

Passo 1: Descobrindo o carregamento das vigas…

Primeiramente, temos que entender como o carregamento atua nas vigas… Pois bem, lembra quando falamos, no post passado, sobre a laje ser armada em 1 ou 2 direções? Então, essa informação terá grande importância nesse passo. Isso porque, quando temos uma laje armada em 1 direção, o carregamento que chegará nas vigas de maior dimensão será bem mais significativo do que aquele que atuará nas vigas menores:

Agora, se você tiver uma laje armada em 2 direções, o carregamento ainda chegará em maior quantidade nas vigas maiores. Contudo, a proporção entre o mesmo e o carregamento das vigas menores será bem mais próxima do que no caso anterior.

Entendida essa diferença, agora vamos aos cálculos! Então, quando temos a laje armada em 1 direção, utilizamos as duas fórmulas abaixo para descobrir nossos dois carregamentos (q1 e q2):

Já no caso de uma laje armada em duas direções, as duas fórmulas mudam um pouquinho…

E, agora já conseguimos saber o carregamento que cada viga receberá da laje!

Passo 2: Qual é o tamanho da seção da viga?

Quando tratamos do pré-dimensionamento da seção da viga, temos dois valores para descobrir:

O primeiro, que é a espessura da viga, ou “bw”, no pré-dimensionamento é dado pela espessura da alvenaria.

Já a altura da viga é calculada conforme o seguinte parâmetro:

Para as vigas calculadas para o lado maior (ly):

Para as vigas calculadas para o lado menor (lx):

Por conta de alguns fatores, como a flecha que a viga pode sofrer, adota-se o maior valor (pelo menos nessa fase de pré-dimensionamento).

Passo 3: Calculando as reações…

O último passo do pré-dimensionamento das vigas é descobrir as reações que elas gerarão em seus apoios, ou seja, os pilares. Para isso, primeiramente descobrimos o peso próprio dessa viga:

Lembrando que para as vigas do lado maior (ly), terá um peso próprio e para as vigas do lado menor (lx), terá outro. Afinal, elas possuem h diferentes.

Caso sua laje seja piso de um ambiente, esse ambiente terá alvenarias, certo?! Então, essa alvenaria entrará nesse cálculo. Como? Calcularemos o peso da mesma:

O pé direito será dado pelo projeto arquitetônico e o peso específico da alvenaria, depende do tipo de bloco usado. Na NBR6120 você encontra essa informação:

Depois disso, você fará a somatória das cargas atuantes, isto é:

Caso sua laje seja de cobertura ou até mesmo não possua alvenaria, desconsidere o item palvenaria desse último cálculo.

E, por último, calculamos as reações de apoio, multiplicando as somatórias de cargas pelo seu lado correspondente e dividindo por 2:

Dessa forma, chegamos ao fim do pré-dimensionamento das vigas.

Na próxima semana, vamos falar sobre pilares. Não deixe de conferir, beleza?

Concluindo…

Bom galera, por hoje é isso aí! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a de outras pessoas que você conheça. E se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza?

Agora, se você já é inscrito e gostou ou não dessa postagem, ou tem alguma sugestão, deixe um feedback aqui embaixo. Sua opinião é muito importante para a evolução do nosso conteúdo.

Até a próxima!

Amanda Lima.

0 Comentários

Deixe seu comentário.

SiteLock