Vamos falar sobre fibras no concreto? – Parte IV

Fala galera, tudo certo?! Bom, esse é o último artigo da nossa série sobre o uso de fibras no concreto. Para conferir o post anterior, no qual falei sobre os tipos de utilização do concreto reforçado com fibras, clique aqui. No artigo de hoje, vou falar sobre o manuseio das fibras na mistura do concreto. Saiba algumas informações importantes para tal manuseio ser realizado de forma eficiente.

Desenhando o traço…

O desempenho das fibras está diretamente ligado ao traço do concreto adequado. Isso porque, elas somam uma grande área superficial à mistura e, dessa forma, o traço deve ser ajustado para garantir a trabalhabilidade e a ligação eficiente com a matriz cimentícia. Tal fator compreende a escolha apropriada da quantidade de aglomerante e água, da curva adequada de granulometria dos agregados, quantidade de fibra ideal e de quaisquer outros aditivos envolvidos. Quando o traço é bem desenhado, isso influencia positivamente em todas as etapas da produção, aplicação e desempenho do concreto reforçado com fibras.

Processo de dosagem

O processo de dosagem influencia, diretamente, na distribuição eficaz das fibras no concreto. No caso das macrofibras, elas vêm embaladas, normalmente, em pequenos conjuntos. Tais conjuntos só podem se dispersar no momento do processo de mistura úmida, garantindo que as mesmas sejam distribuídas de forma homogênea. Usam-se sacos solúveis em água para dosar as menores quantidades de fibra, a fim de evitar a formação do efeito de enrolamento.

Entrega e colocação das fibras…

Os processos de entrega e colocação das fibras devem ser levados em consideração no momento de avaliar e escolher o tipo de fibra. Isso porque, o sistema de colocação pode influenciar na distribuição e conteúdo das fibras, além do seu alinhamento na matriz. Dependendo do tipo de fibra, ela pode provocar o desgaste no equipamento de mistura. Em outros casos, ela pode causar problemas de bombeamento, quando há uma alta dosagem. Sendo assim, ambos os processos são importantes e merecem devida atenção.

Qual fibra escolher?

O tipo de fibra que deve ser usado é determinado, conforme a necessidade. Especifica-se o uso de micro ou macrofibras de acordo com sua forma, tipo de material e geometria. A performance é afetada, ainda, pelo método de produção do concreto, pelo tratamento superficial que o mesmo recebe, acabamento… Tais fatores também devem ser especificados.

Método de mistura

Deve-se especificar e seguir, adequadamente, a quantidade de fibra a ser adicionada e o tempo de mistura da mesma no concreto. Isso porque, quando elas são mal misturadas ao concreto, resulta em sua distribuição heterogênea no concreto. Em alguns casos, essa mistura mal feita pode danificar as fibras, influenciando negativamente em suas propriedades no concreto.

Concluindo…

Bom galera, por hoje é isso aí! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a de outras pessoas que você conheça. E se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza?

Agora, se você já é inscrito e gostou ou Até a próxima!

Amanda Lima.

 

0 Comentários

Deixe seu comentário.