Vamos falar de sondagem…

Fala galera, tudo bem?! Bom, hoje vamos começar uma nova série de postagens sobre sondagens. Nesse primeiro artigo, vamos falar um pouco sobre a importância da realização da sondagem em um solo. E, nos próximos posts, abordaremos a cada semana um tipo de sondagem diferente. Então, vamos nessa?

Por que a sondagem é tão importante?

Quando é decidido o uso de um local para a realização de uma obra, não dá para saber se ali é seguro para tal feito, apenas com uma análise superficial do terreno. A sondagem existe, antes de tudo, para conhecermos com que tipo de solo estamos lidando naquele local. É necessário que conheçamos o material constituinte das camadas do subsolo, a qual distância está a camada rochosa, nível do lençol freático etc.

Primeiramente porque, não há como fazer um projeto de fundações seguro, sem o conhecimento do subsolo do local. A grosso modo, explicando de forma superficial, fundação é a parte estrutural de uma construção, que transfere as cargas da superestrutura para o solo (pois o foco do post é falar de sondagem e não de fundação). Quando um projeto de fundação é feito sem o reconhecimento adequado do subsolo, a probabilidade de erros sobre o dimensionamento da infraestrutura escolhida é certa. E tais erros, podem gerar consequências sérias a curto, médio e longo prazo. Um exemplo desse tipo de erro pode ser visto nos prédios mais antigos da Orla da praia de Santos. Já escrevemos um post sobre isso e, se bater a curiosidade, é só clicar aqui para conferi-lo!

Além da segurança comprometida, o desconhecimento do subsolo pode gerar gastos desnecessários no orçamento da obra. Ou seja, quando não conhecemos o subsolo e fazemos um projeto de infraestrutura inadequado para aquele local, corremos o risco de escolher um tipo de estrutura mais caro do que o necessário. É muito mais conveniente investir parte do capital de uma obra com a realização de uma sondagem (sim, considero isso um investimento, uma vez que o mesmo retorna aos nossos bolsos indiretamente), do que desperdiçar dinheiro com material desnecessário em uma infraestrutura superdimensionada. O custo de uma sondagem dentro de um orçamento de uma obra é de, apenas, 2%! Se analisarmos no macro, trata-se de um custo muito baixo.

Não se trata apenas disso…

Segurança e custo não são os únicos benefícios alcançados pela realização de uma sondagem. Como já foi dito mais acima, com esse tipo de serviço ainda é possível determinar o nível do lençol freático do terreno.

É de extrema importância para qualquer obra saber essa informação. Isso porque, conhecendo o comportamento do lençol freático é possível saber se há a necessidade ou não do seu rebaixamento. Imagina a dor de cabeça que seria começar a escavação de uma obra e, de repente, dar de cara com um inesperado lençol freático? Esse é o tipo de surpresa que nenhum profissional da construção civil quer ter…

Ainda podemos citar a utilização da sondagem para investigar não só as condições estruturais do solo, mas também as ambientais. Métodos como o Hollow Stem Auger e o Direct Push permitem a retirada de amostras do solo e água para investigações de contaminação no local.

Bom galera, por hoje é isso aí! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a de outras pessoas que você conheça. E se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza? Agora, se você já é inscrito e gostou ou não dessa postagem, ou tem alguma sugestão, deixe um feedback aqui embaixo. Sua opinião é muito importante para a evolução do nosso conteúdo.

Até a próxima!

Amanda Lima.

 

0 Comentários

Deixe seu comentário.