Vamos falar de EPIs…

Fala galera, tudo certo?! Bom, no post de hoje vou falar um pouco sobre os EPIs. Isso aí, os tão famosos EPIs, melhores amigos de qualquer trabalhador da área da construção civil (e de outras áreas também)! Seu uso é indispensável, tanto nas atividades quanto no acompanhamento das mesmas dentro da obra.

Para começo de conversa…

EPI, ou melhor, Equipamento de Proteção Individual, é todo dispositivo utilizado pelo trabalhador, individualmente, com o objetivo de protege-lo de possíveis riscos a sua segurança e saúde no trabalho. Tais equipamentos podem evitar ou minimizar a gravidade de lesões causadas durante algum acidente de trabalho.

É extremamente importante que o trabalhador faça uso desses equipamentos. Afinal, tal atitude torna o ambiente de trabalho mais seguro e saudável para o mesmo, evitando transtornos.

Todo trabalhador tem obrigação de utilizar os EPIs fornecidos pela empresa, que, por sua vez possui a obrigação de disponibilizá-los, gratuitamente, de acordo com a atividade exercida. O empregador, para ter conhecimento dos EPIs necessários aos seus funcionários, deve realizar um estudo de riscos ocupacionais em sua empresa. Com isso, é possível identificar os perigos presentes em suas atividades, para assim diminuir ou até mesmo finalizá-los.

A utilização desses equipamentos é determinada pela Norma Regulamentadora 6.

A empresa deve ter um supervisor, que por sua vez, tem o dever de garantir que seus funcionários usem, adequadamente, tais equipamentos. Os EPIs precisam ser utilizados durante todo o expediente de trabalho desses profissionais, cumprindo todas as regras do local. Lembrando também que, em caso de EPIs danificados ou perdidos, é obrigação da empresa garantir a substituição imediata do mesmo ao funcionário. Além disso, vale lembrar que, tais equipamentos precisam ter Certificado de Aprovação do órgão competente, para assegurar que esses seguem as determinações do Ministério do Trabalho.

Tipos de EPIs.

Os Equipamentos de Proteção Individual se dividem nas seguintes categorias, de acordo com as partes do corpo a proteger:

  • Proteção da cabeça: Capacete

1

 

  • Proteção auditiva: Abafadores de ruído (ou protetores auriculares) e tampões;

2

  • Proteção respiratória: Máscaras e filtros;

3

  • Proteção ocular e facial: Óculos, viseiras e máscaras;

4

  • Proteção de mãos e braços: Luvas, confeccionadas em vários materiais e tamanhos, de acordo com os riscos dos quais se quer proteger: mecânicos, químicos, biológicos, térmicos ou elétricos.

5

  • Proteção de pés e pernas: Sapatos, coturnos, botas, tênis, apropriados para os riscos que se corre: mecânicos, químicos, elétricos e de queda;

6

  • Proteção contra quedas: Cinto de segurança, sistema anti-queda, arnês, cinturão, mosquetão;

7

  • Proteção do tronco: Avental.

8

Bom galera, por hoje isso é tudo! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a de outras pessoas que você conheça. E se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza? Agora, se você já é inscrito e gostou ou não dessa postagem, ou tem alguma sugestão, deixe um feedback aqui embaixo. Sua opinião é muito importante para a evolução do nosso conteúdo.

Até a próxima!

Amanda Lima.

 

0 Comentários

Deixe seu comentário.