Temporizador com 555 até 10 minutos

Olá, meus queridos caiçaras! Hoje, demonstrarei uma aplicação com o clássico CI 555. Esse CI, que é muito versátil, um verdadeiro coringa no mundo da eletrônica e tem muitas aplicações, como temporizador ou oscilador.

Como funciona o 555

Nosso querido CI composto por 23 transistores, 2 diodos e 16 resistores com a seguinte pinagem:

pinagem555

Dentre os diversos tipos de encapsulamento, o mais usual é o DIP(dual in linepackage).

O 555 possui 3 modos de operação, que explicarei brevemente:

Monoestável:

a configuração que utilizaremos nesse projeto, o 555 funciona como disparo.As principais aplicações são de temporização, detecção de pulsos, interruptores de toque, etc.

Astável:

a configuração em que o 555 funciona como oscilador.As principais aplicações são de geração de pulso, relógios, pisca-pisca de led, alarmes de segurança, etc.

Biestável:

nessa configuração o 555 é controlado por tensão.Ele é chamado de Schmitt Trigger, sua aplicação é, basicamente, interruptor imune a ruído.

Tratando-se de 555, em nossa página no Facebook, mostramos uma imagem de sua construção interna.Caso não tenha visto, veja como é por dentro:

construcao-ci-555

Bom, agora que tivemos uma breve apresentação desse poderoso CI, de baixo custo e que faz muita coisa, vamos ao que precisamos para montar o projeto:

1 – CI NE55 ou outro 555 como LM555;

2 – Resistor 330Ω;

1 – Resistor 10kΩ;

1 – Resistor 2M2Ω;

1 – Potenciômetro 500kΩ;

2 – LED Difuso (recomendo usar 1 verde e 1 vermelho);

1 – Chave Táctil;

1 – Capacitor cerâmico 10nF;

1 – Capacitor eletrolítico 100uF;

1 – Conector borne KRE 2 vias;

Caso queira montar o circuito em uma placa de circuito impresso, você pode comprar itens adicionais como: uma placa e fenolite face simples 5 x 5 cm, percloreto de ferro e caneta para retroprojetor, além de contar com ferro de solda e estanho, para realizar a solda dos componentes na placa.

Funcionamento e diagrama esquemático

Conforme mencionei acima, o 555 trabalhará no modo monoestável e, ao receber um sinal no gatilho,ele gerará um pulso com duração específica na saída. Essa duração é determinada pelo Capacitor (C1) e, no nosso caso, o potenciômetro (POT1). Após esse período, a saída será desligada e aguardará um novo gatilho.

No projeto, ao pressionar S1, será gerado um gatilho e acionado o LED D2 (ilustrado na cor verde) durante o tempo ajustado.Após esse período, o LED D2 desligará e o LED D1 ligará novamente. Para ativar uma nova temporização,basta pressionar o botão S1 novamente.

Bom, como o foco é bastante prático, a explicação foi bastante simples.Caso você se interesse em entender detalhadamente o que ocorre, recomendo ler o seguinte material. Com certeza, vale muito a pena.

O diagrama foi desenvolvido utilizando o software Proteus Professional (ISIS) e está a seguir:

temporizador-555

Conforme explicado acima, ao pressionarmos o botão S1 o LED D2, acenderá conforme a imagem:

comeca-contagem

Após o tempo a saída (pino 3), vai para nível baixo e o LED D2 será apagado, voltando a acender o LED D1, conforme imagem a seguir:

passou-10-min-led-desliga

Caso tenha interesse em montar o circuito na placa de circuito impresso, deixarei disponível para download o layout criado utilizando o Proteus Professional (ARES) em conjunto com os demais arquivos. E, sinceramente, espero que esse post tenha lhe auxiliado de alguma forma. Caso precise analisar algum detalhe, não deixe de clicar aqui.

Gostou? Compartilhe e de seu feedback! Isso é fundamental para melhorarmos nosso conteúdo e produzir, ainda mais, artigos para ajudar mais e mais pessoas.

Muito obrigado e até a próxima!

Yhan Christian

 

 

0 Comentários

Deixe seu comentário.