Querido Monstrinho RM: Tensões de Flexão e Cisalhamento

Fala galera, tudo certo?! Bom, no post de hoje vamos continuar falando do nosso Monstrinho RM. E, o assunto da vez hoje é TENSÃO. Se você caiu de paraquedas nesse artigo, sugiro que clique aqui e leia o post da semana passada, em que falamos sobre Momento Fletor, Esforço Cortante e Cargas. Agora, se você já está por dentro, então rola a tela para baixo e continue lendo nosso material!

Para começo de conversa…

Quando temos uma peça como uma viga, por exemplo, sujeita a uma carga cortante perpendicular ao seu trecho longitudinal, essa carga provoca flexão e cisalhamento no corpo em questão. A Flexão é causada devido às reações dos apoios, que empurram a peça no sentido contrário da força aplicada. Já o Cisalhamento ocorre por causa da atuação das forças cortantes, de forma tangencial, sobre a área de secção transversal da peça. Como resultado da ação dessa carga cortante, temos as Tensões.

Flexão Normal e Pura.

Antes de falarmos sobre a Tensão Normal na Flexão, vamos entender a diferença entre essas duas flexões. Flexão Pura é aquela em que só há o Momento Fletor atuando na peça, sem a presença do Esforço Cortante sobre a mesma.

Já no caso da Flexão Simples, o Momento Fletor atua na peça acompanhado, simultaneamente, pelo Esforço Cortante.

Tensões Normais na Flexão

Quando falamos de flexão em uma peça, a primeira coisa que nos vem à caixola é o bendito do Momento Fletor. Porém, quando uma peça é flexionada, a mesma também sofre com esforços normais de Compressão e Tração.

Imagine a seguinte situação: Temos uma viga de seção transversal retangular sofrendo a ação de uma carga cortante e, assim, sendo flexionada para baixo. No instante da Flexão, as fibras da parte superior da viga se contraem, formando uma zona de compressão. Já as fibras inferiores   se estendem, formando uma zona de tração. No meio dessa viga, ainda há uma zona neutra, que separa ambos os esforços.

Quando olhamos para qualquer trecho dessa viga, podemos perceber que, quanto mais afastada a fibra for da zona neutra, seja para cima ou para baixo, maiores serão as tensões de compressão (σc)e tração (σt) na flexão da mesma. Isso quer dizer que, na zona neutra ambas as tensões são nulas. E, essas vão aumentando conforme se aproximam da extremidade da viga, até alcançarem seu valor máximo.

Tensão de Cisalhamento Puro

A Tensão de Cisalhamento Puro ocorre quando temos uma força cortante (Q) atuando na tangencial sobre a área da seção transversal de uma peça. Nesse caso, o momento fletor, por ter sua intensidade muito baixa, acaba sendo desprezado. Essa tensão é dada pela relação entre a intensidade da carga aplicada e a área da seção transversal da peça, sujeita ao cisalhamento.

 

Concluindo…

Bom galera, por hoje é isso aí! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a deoutras pessoas que você conheça. E, se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza? Agora, se você já é inscrito e gostou ou não dessa postagem, ou tem alguma sugestão, deixe um feedback aqui embaixo. Sua opinião é muito importante para a evolução do nosso conteúdo.

Até a próxima!

Amanda Lima.

0 Comentários

Deixe seu comentário.