Primeiros passos com Arduíno: Conheça essa incrível plataforma de prototipagem

Olá meus queridos caiçaras, hoje vou falar sobre a plataforma de prototipagem mais famosa existente, o Arduíno,todos nós sabemos que, nos últimos anos, essa plataforma ganhou muito destaque pela facilidade de utilização e o baixo custo de suas placas. Hoje temos diversos modelos e uma grande comunidade de makers, hobbistas, profissionais que utilizam o Arduíno para seus projetos.

Um pouco mais sobre …

No site oficial do Arduíno, há a definição completa da plataforma que tem como principais características:

  • Sua programação na linguagem Wiring baseada nas linguagens (C e C++);
  • Possui ampla comunidade e exemplos disponíveis na web;
  • Apresenta diversos shields e módulos para diversas aplicações;
  • Apresenta ambiente de desenvolvimento integrado (IDE);

A IDE (Integrated Development Environment ou Ambiente de Desenvolvimento Integrado) pode ser baixada gratuitamente, onde você escolhe a melhor opção de download conforme sistema operacional utilizado. Ao abrir a IDE, você verá:

IDE do Arduíno
Demonstração da IDE e suas ferramentas

Com essa incrível plataforma você pode desenvolver inúmeros projetos com sensores, atuadores, etc., tudo com grande apoio da comunidade e muitos exemplos na internet para auxiliar você, iniciante, nos primeiros passos.

O intuito desse artigo foi mostrar o que é essa plataforma e como fazer o download de seus componentes. No próximo, vamos explorar um pouco mais da IDE do Arduíno e mostrar um exemplo prático de como criar um projeto e monta-lo.

Gostou? Compartilhe e de seu feedback, pois isso é fundamental para melhorarmos e produzirmos ainda mais conteúdos para ajudar mais e mais pessoas.

                               Muito obrigado e até a próxima!

Yhan Christian

3 Comentários

  1. Show Yhan, gostaria de começar, o seu blog será o guia – aceita o desafio? Gostaria de iniciar comprando as peças, me passa (por aqui mesmo, pode ajudar outras pessoas) – um kit inicial para que eu possa identificar um RFID passando por um “detector rfid” (?) e que eu possa enviar essa informação para a web, algo “mini” para testes nessa primeira fase.

    Agradeço desde de já e valeu! Show de bola o “brog”

    • Gabriel, desafio aceito.
      Não tenho kit RFID, mas posso realizar a compra, pois o custo é baixo, entrará como projeto mensal e assim que tiver com o material em mãos vamos postar sim.
      Obrigado, pela dica e feedback.


Deixe seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: