Entenda: Demolição

Fala galera, tudo certo?! Bom, no post de hoje, vamos falar sobre um tema que, particularmente, põe em meus olhos certo brilho… Demolição! Sim, galera, essa parte da construção civil foi um dos motivos, que me fizeram escolher a engenharia como área de estudo. Então, nesse artigo vamos abordar um pouco sobre o que as construtoras consideram importante, para uma demolição segura. E, além disso, vamos falar sobre os diferentes métodos de demolição usados atualmente. Então, rola essa tela para baixo e não deixe de conferir esse artigo!

 Primeiramente…

Na maioria das vezes, quando uma construtora vai iniciar uma obra, ela precisa demolir algumas estruturas existentes no local. E, para isso, a mesma acaba por contratar empresas especializadas nesse tipo de serviço.

Bom, o primeiro requisito básico, que deve ser exigido dessas empresas, é seu comprometimento com a segurança. Então, é importante que essas empresas tenham documentadas suas instruções para operação de seus equipamentos, além de sua equipe treinada e atualizada sobre tal procedimento.

Outro ponto importante, que não deve passar despercebido, é a contratante obter informações sobre o tipo de equipamento que a demolidora utiliza para o serviço. Afinal, será necessária a utilização de energia elétrica? Ou os equipamentos são movidos à combustível? E, além disso, deve-se ter a plena atenção sobre a quantidade de equipamento disponível, para a execução da demolição.

Além de tudo o que foi falado anteriormente, um fator de extrema importância, que deve ser exigido dessas empresas é a sua regularização junto aos órgãos da classe, como o CREA. Isso porque, tal registro pode auxiliar a evitar divergências, com relação ao cumprimento das normas e à segurança.

Esses procedimentos são importantes, para não se ter surpresas desagradáveis durante uma demolição…

Métodos de demolição

Bom, dependendo do porte da estrutura e do tipo de local, a demolição pode ser feita de formas diferentes. Abaixo, deixamos listadas algumas para você, caro leitor…

Demolição Convencional: Nesse tipo de demolição, os elementos da construção (estruturas, alvenarias e revestimentos) são derrubados através de métodos percussivos (impacto, fragmentação). Trata-se do método mais antigo de demolição, sendo indicado para construções de pequeno porte. A mão de obra, para esses casos, requer menor especialização.

Demolição Controlada: Nesse método, é possível realizar demolições parciais, sem abalar as estruturas remanescentes, com precisão dimensional. É bem utilizado para adequações estruturais, como hospitais e indústrias, quando se é necessário receber ou remover maquinário muito grande. Dentre suas vantagens está a redução na emissão de partículas (poeira), além da agilidade e silêncio. Para sua realização, são utilizados equipamentos de perfuração e corte.

Demolição com implosão: Esse é o método indicado para construções de médio e grande porte. Torna-se viável para edifícios com mais de 3 pavimentos. Trata-se de um método que envolve alto custo com mão de obra especializada, autorizações, responsabilidades, equipamentos e materiais de proteção, além dos explosivos, remoção e destinação dos entulhos.

Concluindo…

Bom galera, por hoje é isso aí! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a de outras pessoas que você conheça. E se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza?

Agora, se você já é inscrito e gostou ou não dessa postagem, ou tem alguma sugestão, deixe um feedback aqui embaixo. Sua opinião é muito importante para a evolução do nosso conteúdo.

Até a próxima!

Amanda Lima.

0 Comentários

Deixe seu comentário.