Conheça o Nodered e programe seu Arduino

Olá, meus queridos caiçaras! No post de hoje, vamos falar de uma ferramenta, que tem sido muito comentada nos últimos tempos… Vejo nos grupos de Facebook e na comunidade Maker em geral, a galera falar sobre o Nodered. Por isso, decidi escrever um post com o passo a passo para você, querido leitor, conhecer essa plataforma, montar seu primeiro projeto e ver suas possibilidades…

Você conhece o Nodered?

O Nodered foi desenvolvido pelos engenheiros da IBM. Tem como objetivo, reutilizar código, eliminando assim a necessidade de reescrever, toda vez, uma função padrão. Dessa forma, usa-se, simplesmente, a ferramenta de arrasta e solta do código reutilizável.

Ele funciona, basicamente, processando os eventos, auxiliando no desenvolvimento de protótipos e ideias envolvendo IoT. Ele evita que você fique reescrevendo e reinventado a roda, o que é trabalhoso e relativamente chato rs.

Em resumo, com o Nodered, você não deixará de escrever código; Apenas, escreverá uma quantidade menor e poderá reutilizar funções padrão em futuros projetos, sem a necessidade de codificar de novo.

Como instalar o Nodered?

Primeiramente, você deve ter o NodeJS instalado em seu computador. Para Windows, a instalação é bastante simples, apenas baixe o executável e instale-o. Além disso, no próprio site do NodeJS tem as instruções para instalação no MacOS e Linux.

Após isso, abra o prompt de comando e instale o Nodered com o seguinte comando:

npm install -g –unsafe-perm node-red

O processo de instalação no Windows ocorrerá, conforme imagem abaixo:

Finalizando a instalação, digite no terminal:

node-red

Ao digitar esse comando, serão exibidas algumas informações, além do endereço para acessar a interface gráfica, conforme imagem abaixo:

Com isso, o Nodered está, devidamente, instalado e poderá ser acessado, diretamente, do browser de sua preferência. No caso, eu utilizei o Google Chrome.

Agora que a instalação está concluída e os primeiros testes realizados, vamos integrar o Arduíno e o Nodered. Caso utilize Linux ou MAC OS ou tenha dúvidas na instalação, confira o passo a passo completo no site do Nodered.

Integrando Arduino ao Nodered

Para conseguir realizar a comunicação entre Nodered e Arduino, é necessária a instalação de um módulo complementar. Para isso, acesse o diretório onde o Nodered foi instalado no terminal e digite o seguinte comando:

    npm i node-red-node-arduino

Ao digitar o comando, o módulo complementar será instalado. Ao finalizar a instalação, reinicie o Nodered e abra a interface gráfica no browser. Deverá aparecer  a opção Arduino, conforme a seguir:

Com tudo isso preparado, agora é hora de preparar o Arduino para “conversar” com o Nodered. Para isso, abra a IDE e vá ate a aba File >Examples>Firmata>StandardFirmata e, por fim, clique em Upload. Aguarde a IDE terminar de carregar o arquivo para sua placa e o Arduíno está pronto.

Se você tem dúvidas, sobre o que é o protocolo Firmata e outros protocolos, confira o E-book “Começando com o Arduino”, onde abordo com detalhes a utilização.

Agora que fez o Upload do Firmata, vamos para o exemplo mais simples e prático, de como integrar essas duas formas, o famoso Blink led.

O Blink Led

Começar pelo Blink led é quase que uma lei no mundo Maker, assim como no mundo da programação, onde tudo deve começar pelo “Hello World”; No mundo da programação de hardware fazer um led piscar, é a primeira lição para tudo rs. Para isso, utilizarei o exemplo do próprio site do Nodered.

Com a interface gráfica aberta, no Menu do canto superior direito, vá até a opção Import e clique  na opção Clipboard. Aparecerá uma janela, onde deverá ser colado o seguinte código abaixo:

Por fim, clique em Import e, automaticamente, já aparecerão os blocos, a placa e a porta serial em que a ela está conectada. Caso queira realizar qualquer alteração, apenas de um duplo clique sobre o bloco, realize as modificações e, por fim, clique em Done.

Agora clique no botão Deploy e o led embutido do Arduino, associado ao pino 13 começará a piscar, como definido no código acima, alterando o estado lógico a cada 500ms. Caso não funcione, verifique se realizou o Upload do Firmata, ou se a porta serial está correta.

Para finalizar…

Bom galera, essa foi apenas uma introdução ao Nodered e uma pequena aplicação. Essa ferramenta é muito usada, para simplificar o uso de Arduino em projetos de IoT. Principalmente, com protocolos MQTT ou o próprio HTTP, os quais eu não entrarei em detalhes. Afinal, o foco do artigo foi, somente, mostrar o que é esse tal de Nodered, tão comentado de uns tempos pra cá.

Não deixe de comentar e dar sua opinião, e claro deixe sua sugestão para futuras postagens envolvendo Nodered e Arduino! Ainda vamos explorar mais esse camarada, em nossos projetos e tutorais do blog :).

Gostou? Compartilhe e de seu feedback! Isso é fundamental para melhorarmos nosso conteúdo e produzir, ainda mais, artigos para ajudar mais e mais pessoas.

Muito obrigado e até a próxima!

Yhan Christian

0 Comentários

Deixe seu comentário.