Código de cores de resistores

Fala meus queridos caiçaras, tudo bem?! Vamos começar as postagens do ano falando sobre resistores. Esse, inclusive, foi um assunto abordado em nossa página no Facebook. Entretanto, é um assunto que confunde muito quem está começando, então hoje desmistificaremos esse assunto. Já ouviu falar do código de cores de resistores? Sabe como interpretá-lo?  Confie em mim, não é algo de outro mundo… Antes de tudo, vamos compreender o que são os resistores e suas aplicações.

O que é um resistor?

Um resistor tem, por finalidade, oferecer dificuldade na passagem de corrente elétrica. Podendo esse ser aplicado para aquecimento de dispositivos (como chuveiros elétricos, torradeiras, etc.) por conta do efeito Joule, ou simplesmente limitar a corrente que passará por um componente eletrônico como, por exemplo, a corrente que passará por um LED.

A unidade de medida para medir a resistência é o ohm (Ω). Seu valor pode ser determinado através da lei de ohm:

Onde:

R = resistência elétrica;

V = tensão;

I = corrente elétrica.

Ou, também, pode ser calculada através das características físicas dos componentes: comprimento, resistência do material e área da secção transversal. A fórmula, a seguir, é muito utilizada para cálculo da resistência de condutores:

Onde:

R = resistência elétrica

ρ = resistividade do material

L = comprimento

A = área da secção transversal

Bom, além disso, os resistores podem ser fixos ou variáveis (trimpots, potenciômetros). Agora que conheceu o que é um resistor e como calcular a resistência, vamos ao código de cores:

O que é o código de cores:

Em resistores de baixa potência, devido ao seu pequeno tamanho, não se torna possível gravar o seu valor ôhmico nos mesmos. Por conta disso, desenvolveu-se o código de cores, para que seja possível identificar seu valor através de faixas coloridas em torno do resistor. Existem resistores de 3 faixas com precisão de +/- 20% (quase nunca utilizado), de 4 faixas com precisão de +/- 10% ou 5% e o de 5 faixas com precisão de +/- 1%.

A leitura é realizada da seguinte maneira (exemplificando com o resistor de 4 cores):

1ª faixa – algarismo significativo;

2ª faixa – algarismo significativo;

3ª faixa – fator multiplicador;

4ª faixa – tolerância.

No caso de resistores com precisão de 1% de tolerância, possuem 5 faixas, com a 1ª, 2ª e 3ª sendo os algarismos significativos.

Agora, vamos a um exemplo prático para auxiliá-lo na identificação do valor do resistor. Para um resistor de 10kΩ com tolerância de 5%:

Vamos às cores (marrom, preto, laranja e ouro): Sendo marrom o primeiro algarismo significativo, preto o segundo algarismo significativo, laranja o fator multiplicativo e, por fim, ouro a tolerância. Nesse caso, a leitura do valor será:

10*10³ ±5%

O valor, como podemos observar, é de 10kΩ com tolerância de 5%. Bom, é relativamente simples. Mas, se você não tem paciência para decorar a tabela de cores, pode utilizar aplicativos que vão ajudá-lo na identificação de resistores. Tem um muito interessante para Android ElectroDroid disponível na PlayStore, que além de ajudar com código de cores, tem outras funções bem úteis.

Para finalizar…

Bom galera, espero que tenham gostado do artigo. Como mencionado no início do post, a intenção foi mostrar como realizar a leitura de resistores, através do código de cores. E, por fim, deixar a dica de uma ferramenta que facilite sua vida. Se você tiver uma sugestão para futuros artigos ou queira complementar nosso conteúdo, deixe seu comentário aqui embaixo.

Gostou? Compartilhe e de seu feedback! Isso é fundamental para melhorarmos nosso conteúdo e produzir, ainda mais, artigos para ajudar mais e mais pessoas.

Muito obrigado e até a próxima!

Yhan Christian

 

0 Comentários

Deixe seu comentário.