Circuito amplificador para pequenos sinais

Olá meus queridos caiçaras! No post de hoje, trabalharemos com o transitor bipolar na configuração emissor comum, para construirmos um circuito amplificador de pequenos sinais.

Hoje, utilizaremos o transistor de junção bipolar (TJB) na configuração emissor comum, que geralmente é muito utilizado no estágio de pré amplificação nos circuitos de áudio.

Antes de tudo, vamos entender um pouquinho sobre o que é um circuito amplificador. E, claro, deixaremos todo o esquemático para download.

Um pouco de conceito…

O objetivo desta postagem não é entrar na dedução matemática e se aprofundar na teoria. Isso porque, temos as matérias de eletrônica para isso… Porém, para prosseguirmos, algumas definições são fundamentais. Os amplificadores podem ser classificados da seguinte maneira: conforme amplitude de sinais ou frequência dos sinais.

Quanto à amplitude dos sinais, os amplificadores são divididos em:

  • Amplificador de Pequeno Sinal ou Baixa Potência: sinais de entrada são da ordem de µV à dezenas de mV, ou potências de coletor na ordem de mW. Empregados como pré-amplificadores;
  • Amplificador de Média Potência: sinais de entrada são da ordem de centenas de mV ou correntes de coletor na ordem de centenas de mA, ou potências de coletor na ordem de centenas de mW. Empregados como amplificadores intermediários;
  • Amplificadores de Potência: sinais de entrada na ordem de centenas de mV, ou correntes de coletor na ordem de dezenas de A, ou potência de coletor na ordem de dezenas de W. Empregados como amplificadores finais de potência.

Quanto à frequência dos sinais, os amplificacores são divididos em:

  • Amplificador de baixa frequência: Operam com frequências na faixa de 0,1Hz a 30kHz;
  • Amplificador de média frequência: Operam com frequências na faixa LF faixa de 30kHz a 300kHz;
  • Amplificadores de alta frequência: Operam com frequências acima de 300kHz, geralmente operam com frequências na faixa de VHF.

As frequências podem ser classificadas conforme imagem a seguir:

Fonte: http://willians.pro.br/frequencia/faixa_frequencia.htm

Agora que compreendemos um pouco sobre o que são amplificadores e suas categorias, vamos a lista de materiais para o amplificador de pequenos sinais.

Lista de de materiais necessários:

1 – Fonte de 12VDC

1 – Transistor BC548 ou equivalente

1 – Resistor de 100Ω

1 – Resistor de 1k2Ω

1 – Resistor de 5k6Ω

1 – Resistor de 330Ω

2 – Capacitor  1µF

1 – Capacitor 100µF 16V

Para testes práticos de funcionamento, você deverá dispor de um gerador de sinais, para gerar o sinal de entrada do circuito amplificador.

Caso queira montar a fonte na placa de circuito impresso, você pode comprar itens adicionais como: uma placa de fenolite face simples de 5×5 cm, percloreto de ferro e caneta para retroprojetor. Além, de contar com o ferro de solda e estanho, para realizar a solda dos componentes na placa.

Funcionamento e diagrama

Ao utilizar o transistor polarizado devidamente, construímos o circuito amplificador para pequenos sinais. Pois, trabalharemos com sinais de baixa amplitude e baixa frequencia. A saída apresenta as mesmas características do sinal de entrada, porém com amplificado, ou seja, existe um ganho na amplitude.

Além disso, o sinal de saída amplificado estará defasado em 180°, em relação ao sinal de entrada.

Um dado importante de citar é a relação de ganho de tensão de um amplificador. Esta relação é a razão entre a tensão de saída, pela de entrada.

Para fins de dimensionamento do circuito amplificador, deve-se levar em consideração a região de trabalho, e a escolha do ponto quiescente (Q). Pois, sua má localização pode gerar distorções no sinal de saída.

Quer aprender mais sobre dimensionamento de amplificadores emissor comum?

Nosso objetivo hoje é deixar para download, o modelo do esquemático e de uma placa de circuito impresso, que poderá ser confeccionada por você querido leitor. Mas, creio que entender a teoria por trás seja fundamental, para que você saiba o que realmente está fazendo…

Para isso, separei 3 vídeos no Youtube para você, de um dos melhores canais de eletrônica: o canal WR Kits do Eng. Wagner Rambo.

Além dessa fonte, recomendo o bom e velho livro… Eu, particularmente, gosto do livro Eletrônica Vol. I do Malvino, muito utilizado em cursos técnicos e de Engenharia.

Quer fazer uma placa de circuito impresso?

Você quer montar o circuito deste artigo, em uma placa de circuito impresso? Então, agora deixarei para vocês um exemplo de layout, na placa de circuito impresso. Esse layout foi feito utilizando o Proteus Professional, mais precisamente o ARES.

Espero que esse post tenha lhe auxiliado. Os arquivos para download estão disponíveis, caso necessite analisar algum detalhe. Inclusive, o layout que fiz está disponível nos arquivos. Basta clicar aqui!

Gostou? Compartilhe e de seu feedback! Isso é fundamental para melhorarmos nosso conteúdo e produzir, ainda mais, artigos que possam ajudar mais e mais pessoas.

Muito obrigado e até a próxima!

Yhan Christian

 

0 Comentários

Deixe seu comentário.