Canteiro de obras: Tipos de materiais usados nas instalações

Fala galera, tudo certo?! Bom, no post de hoje, vamos dar continuidade a nossa série sobre canteiro de obras. E, o tema escolhido para hoje, como o próprio título já denunciou (kkk), é a escolha do tipo de materiais para a implantação das instalações. Se você ainda não leu o artigo da semana passada, em que falamos sobre a elaboração do Layout de Canteiro de Obras, sugiro que você clique aqui, antes de continuar nesse post. Agora, se você já está por dentro do assunto, rola essa tela para baixo e continue lendo esse artigo!

Para começo de conversa…

Na hora de começar a implantação de um canteiro de obras, um fator muito importante, que merece certa atenção é a escolha do material que constituirá as instalações. Alguns aspectos são levados em consideração na hora dessa escolha. E tais aspectos precisam ser analisados com consciência, para não acarretar prejuízos futuros à construção.

Quais fatores são importantes para essa escolha?

O primeiro fator de todos é o custo financeiro. Afinal, não dá para utilizar um material que gerará custos elevados ao orçamento da obra, para depois tal estrutura ser desmontada e, algumas vezes, até descartada.

Entretanto, o custo financeiro não é o único aspecto determinante para essa escolha. Outro ponto que se deve prestar atenção é a durabilidade do material escolhido. Isso porque, dependendo do tipo de obra e do tempo de duração da mesma, faz-se necessário o uso de materiais mais resistentes, ou mais rápidos de serem instalados, por exemplo.

Quais os materiais mais comuns de serem usados?

Os dois materiais mais utilizados para a implantação dessas instalações é a madeira e o aço. Cada um com suas vantagens e desvantagens, veja abaixo, em qual situação eles se encaixam melhor…

Madeira

Dentre os dois, é o mais que possui o custo mais baixo. Além disso, uma de suas grandes vantagens é o fato do mesmo ser ajustável a cada tipo de projeto proposto. Outra vantagem que podemos apontar é o conforto térmico proporcionado por instalações feitas com a madeira.

Porém, nem tudo são flores… E, o uso da madeira tem suas desvantagens. Uma delas é a necessidade do desprendimento de mão de obra para a execução da instalação. Além disso, a manutenção desse material deve ser periódica, de semana em semana ou, no máximo, quinzenalmente. Isso porque, sua vida útil dependerá dessa manutenção.

A madeira é indicada para as instalações de canteiros em que as obras são mais curtas.

Aço

Sua principal vantagem é a agilidade da montagem das instalações feitas com esse material. Outra vantagem que se destaca é sua reutilização de uma obra para outra.

Já no quesito desvantagem, podemos destacar seu custo elevado, se compararmos com o material analisado anteriormente. Além disso, quando os módulos metálicos são contêineres reutilizados, faz-se necessário um laudo técnico atestando a ausência de riscos químicos, biológicos e físicos aos seus usuários.

Os módulos metálicos são indicados para instalações de canteiros em obras, que tenham seu período mais extenso e necessitem de início das atividades imediato.

Concluindo…

Boa galera, por hoje é isso aí! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a de outras pessoas que você conheça. E se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza?

Agora, se você já é inscrito e gostou ou não dessa postagem, ou tem alguma sugestão, deixe um feedback aqui embaixo. Sua opinião é muito importante para a evolução do nosso conteúdo.

Até a próxima!

Amanda Lima.

 

0 Comentários

Deixe seu comentário.