Canteiro de Obras: Planejamento

Fala galera, tudo certo?! Bom, hoje iniciaremos uma nova série de artigos, em que abordaremos alguns tópicos importantes, sobre um item primordial dentro de uma obra: SEU CANTEIRO! E, para começarmos essa conversa, decidi partir da etapa zero, que se trata do Planejamento de um canteiro de obras

Por que raios se deve planejar um canteiro de obras?

Para começo de conversa, engana-se quem pensa que um canteiro de obras pode ser tratado como uma mera instalação provisória, sem muita importância. Primeiramente, se pararmos bem para pensar, ele é a “fábrica de uma edificação”, tendo a partir daí, extremo valor qualitativo dentro de uma obra.

Além disso, o planejamento de um canteiro de obras, com todos os seus recursos (materiais, equipamentos, instalações e mão de obra) bem alocados, garantem um melhor aproveitamento do mesmo. E, esse fator reflete diretamente, no valor quantitativo da obra. Afinal, quando mal planejado, ele pode acarretar variados prejuízos tais como: retrabalho, problemas com o deslocamento e armazenamento de materiais, divergências com a segurança, geração excessiva de resíduos, subutilização ou ociosidade da mão de obra etc.

O que é levado em consideração no planejamento?

Primordialmente, no planejamento de um canteiro de obras, deve-se coletar todas as informações necessárias acerca de equipamentos, materiais e mão de obra:

  • Tipos de equipamentos que serão usados;
  • Qual o volume de materiais e suas condições específicas de armazenagem;
  • Quantidade e gênero da mão de obra.

Tais dados serão necessários para a elaboração das áreas de vivência e ocupacionais apropriadas para receberem as atividades.

Além disso, no planejamento também é preciso realizar o levantamento de todas as medidas para a limpeza do terreno, abastecimento de água, energia, esgoto e telefone, a emissão de licenças e autorizações juntamente aos órgãos públicos para a permissão de atividades (como a poda de árvores, por exemplo) etc.

Dentro desse planejamento deve-se levar em consideração, aspectos como, por exemplo, a área de ocupação do canteiro, sua localização na região, o tipo da edificação, técnicas construtivas, dimensionamento das equipes de trabalho. Esses aspectos auxiliam, diretamente, na definição do Layout do canteiro, na avaliação dos acessos possíveis à obra e no estudo do impacto decorrente da movimentação de maquinário para a execução das atividades e recebimento dos materiais.

E quando o canteiro é mal planejado?

Ele impacta na produtividade da obra. Produtividade está ligada ao tempo de execução e esse, está entrelaçado ao orçamento. Isto é, quando qualquer parte da obra apresenta problemas, sejam os equipamentos mal escolhidos ou alocados, materiais guardados longe de sua utilização final ou mal acondicionados ou trabalhador com desgaste físico ou emocional, devido ao estresse, isso implica em prejuízo financeiro ao seu orçamento.

A solução para esse problema é a elaboração de um Projeto de Sistema de Produção (PSP). Com essa ferramenta, é possível estudar todos os pontos relevantes dentro de um canteiro. Sendo assim, estuda-se seu melhor posicionamento, para garantir o funcionamento eficiente da obra como um todo. No PSP, consideram-se: a divisão e o sequenciamento da construção em zonas de trabalho; a ordem em que as equipes serão deslocadas nessas zonas; análise do tipo de trabalho requerido pelas equipes; precisão na medida de tempo; previsão de local para armazenamento de material, equipamento e acesso; localização das áreas de vivência (escritórios, refeitórios, áreas de descanso etc.).

Concluindo…

Boa galera, por hoje é isso aí! Bem, se você gostou dessa postagem, compartilhe com suas redes de contato, propague a informação por aí! Afinal, sua dúvida pode ser a mesma que a de outras pessoas que você conheça. E se você ainda não é inscrito, inscreva-se no nosso Blog e receba as nossas atualizações, beleza?

Agora, se você já é inscrito e gostou ou não dessa postagem, ou tem alguma sugestão, deixe um feedback aqui embaixo. Sua opinião é muito importante para a evolução do nosso conteúdo.

Até a próxima!

Amanda Lima.

0 Comentários

Deixe seu comentário.